Search
Close this search box.

O queijo na sobremesa: sofisticação e praticidade

Redação Culturize-se

Nos últimos anos, uma mudança de preferências gastronômicas tem colocado em destaque a opção por sobremesas menos doces e mais equilibradas. O tradicional bolo de lava derretida perdeu espaço para uma era em que o ácido rivaliza com o açúcar, e pimentas e sal marinho ganham protagonismo em receitas de biscoitos. Aqueles que preferem o salgado ao doce encontram neste momento uma variedade de opções mais complexas e menos açucaradas.

Creme de queijo com goiabada e farofa craker
Creme de queijo com goiabada e farofa craker |Foto: Reprodução/Internet

Se por um lado há uma tendência crescente em experimentar sobremesas com menos doçura, a realidade prática revela que, mesmo diante dessa variedade culinária, muitos optam por praticidade. Ao receber convidados, por exemplo, a escolha frequente é comprar uma caixa de biscoitos na padaria em vez de se aventurar em novas receitas. E ao cozinhar para si mesmo, a sobremesa é muitas vezes excluída da equação.

A menos, é claro, que haja queijo na geladeira. O queijo, antes visto predominantemente como um aperitivo ou lanche, tem se firmado como uma sobremesa sofisticada, desafiando convenções. Este hábito, que pode parecer recente, remonta a tradições antigas. Na França, por exemplo, o costume de servir queijo após o prato principal tem raízes no século XIX.

Além da tradição, há motivos gastronômicos para esse hábito. O queijo pode neutralizar a adstringência de alimentos como carnes vermelhas e vegetais crus. Para aqueles que buscam sobremesas mais leves e refrescantes, o queijo se torna uma alternativa. Chefs renomados, tanto brasileiros quanto europeus, têm explorado o queijo em receitas inovadoras.

No Brasil, nomes como Alex Atala, Claude Troisgros e Rodrigo Oliveira incorporam queijos em suas criações de sobremesas. A chef Helena Rizzo, do restaurante Maní, em São Paulo, apresenta o “Creme de queijo com frutas vermelhas”. Uma mistura do cremoso queijo mascarpone com a acidez das frutas vermelhas.

O chef francês Alain Ducasse, mundialmente reconhecido, serve no Plaza Athénée, em Paris, a sobremesa “Rocamadour com mel e frutas”. Um queijo de cabra cremoso harmonizado com mel e frutas frescas.

Para quem deseja incorporar o queijo nas sobremesas caseiras, há opções como o “Creme de queijo com frutas” — uma mistura de creme de leite, queijo e açúcar, complementada por frutas frescas. Outra alternativa é a “Torta de queijo”, com massa de farinha de trigo, manteiga e açúcar, recheada com queijos cremosos ou mais curados. Uma surpreendente opção é o “Brigadeiro de queijo”, feito com leite condensado, manteiga e queijo ralado.

close up photo of feta cheese
Foto: Pexels

Ao harmonizar queijos com sobremesas, considerações específicas podem ser levadas em conta:

  • Queijos cremosos combinam bem com frutas frescas ou compotas.
  • Queijos curados harmonizam-se com doces mais intensos, como chocolate ou caramelo.
  • Queijos azuis encontram equilíbrio com frutas secas ou mel.

Assim, a sobremesa, antes relegada a doces convencionais, ganha novas dimensões ao incorporar o queijo, unindo tradição e inovação culinária. Neste cenário, a próxima experiência gastronômica pode ser transformada pela simplicidade sofisticada de um prato de queijo, marcando um capítulo singular na jornada culinária contemporânea.

Deixe um comentário

Posts Recentes