Exposição na Chatsworth House, na Inglaterra, com trabalhos de alguns dos mais celebrados designers do mundo, promove reflexões sobre os rumos do design a partir do confronto entre o histórico e o moderno

Design em foco

Design em foco

Fotos: Chatworth House

A exposição "Mirror Mirror: Reflections on Design at Chatworth", como entrega essa obra do design Jay Sae Jung Oh, coloca elaborações modernas no contexto da mansão com interiores do século XVI. 

O curador independente Glenn Adamson e o curador senior da Chatworth House Alex Hodby selecionaram uma série de objetos de designer de todo o mundo para contrastar com os interiores da mansão.

A exposição, que fica em cartaz até outubro em Derbyshire, apresenta novos trabalhos de Joris Laarman, Andile Dyalvane, Ndidi Ekubia, Faye Toogood e Jay Sae Jung Oh, além de obras de Ettore Sottsass, Formafantasma, Max Lamb, Fernando Laposse, eJoseph Walsh.

Em entrevista promocional à imprensa britânica, Alex Hodby disse estar "fascinado com a forma como esses trabalhos contemporâneos se conectam com os interiores da mansão e como os artistas foram inovadores e funcionais"

Nesse último slide, por exemplo, é possível ver a 'Mobília", obra de Samuel Ross que contrasta, entre outras peças, com as esculturas de mármore.